O poema ao Hino

Associação Portugal Brasil 200 anos
Associação Portugal Brasil 200 anos
O poema ao Hino
Loading
/

O poema “Hino Nacional” de Carlos Drummond de Andrade é uma obra de caráter satírico que foi escrita em 1954. Que, em si, é também um hino.

RTP | 3 OUT 2022

O poema critica a forma como o hino nacional brasileiro tradicional é composto, apontando suas falhas e omissões. Em vez de celebrar a grandeza do país, como é comum em hinos nacionais, o poema de Drummond de Andrade aponta para as contradições e as imperfeições do Brasil, colocando em dúvida a eficácia do hino como um símbolo de unidade nacional. Alguns trechos do poema são:

“Não canto a alegria
Nem a paz,
Nem a luz,
Nem a esperança.”

“Canto a guerra,
A fome,
A miséria,
A dor.”

“Canto o ódio
E a traição,
A mentira
E a calúnia.”

O poema “Hino Nacional” de Carlos Drummond de Andrade é uma reflexão sobre a realidade do Brasil e sobre a forma como ela é representada pelo hino nacional tradicional. A obra é uma crítica às falsas promessas e às omissões presentes no hino, e chama a atenção para as dificuldades e problemas enfrentados pelo país.


Comentários

Comente

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Conecte-se com uma comunidade que celebra as profundas relações entre Portugal e Brasil.

+

Explore temas cativantes que destacam a rica história e as colaborações bilaterais entre os dois países.

Eventos que realçam a parceria excepcional entre Portugal e Brasil.

Histórias de sucesso e lições aprendidas no mundo empresarial

Trechos exclusivos dos artigos publicados na Folha de S. Paulo

Conteúdos literários, poemas, prosas e pequenas ficções

Recomendações de livros, histórias de escritores e a magia de outros mundos

+

Continuar a ler