Literatura faz cidadania em Paracatu

1000 carateres
1000 carateres
Literatura faz cidadania em Paracatu
Loading
/

A literatura, quando aliada à produção cultural de excelência, representa uma ferramenta poderosa para o desenvolvimento social, econômico e turístico de um território. O Festival Literário que esta semana acontece em Paracatu, no Brasil é a prova disso.  

O Fliparacatu Faz cidadãos melhores. A literatura estimula o pensamento crítico, a interpretação e a empatia. Ao investir em eventos literários e incentivar a leitura, a cidade fomenta uma população mais informada, consciente e preparada.

“Depois do Fli, nada em Paracatu será igual.”

O Fliparacatu Atrai cidadãos melhores. O Fliparacatu pode atrair milhares de visitantes e isso movimenta a economia local, gera empregos e coloca a cidade no mapa do turismo cultural.

O Fliparacatu cria cidadãos mais responsáveis. A literatura e os eventos culturais têm o poder de resgatar e preservar a história e as tradições locais. Eles oferecem uma plataforma para vozes autênticas da região e fortalecem o sentimento de pertencimento e identidade entre os cidadãos.

O Fliparacatu movimenta cidadãos mais empreendedores. Fera oportunidades de negócios para escritores, editores, livreiros, artistas e muitos outros profissionais da industria da cultura.

O Fliparacatu cria ambientes Inclusivos capazes de representar diversas vozes, sejam elas de minorias étnicas, culturais, religiosas ou de gênero. E desenvolve a inovação e a criatividade, incentivando as pessoas a pensarem fora da caixa, a sonharem alto e a buscarem soluções criativas para problemas complexos.

O “Fliparacatu”, além de promover a literatura, engaja a comunidade local, atrai turistas e celebra a diversidade cultural e artística. O sucesso deste evento, que já é antes de o ser, é a  prova tangível do impacto positivo da literatura e da produção cultural de excelência na gestão do território.

Depois do Fli, nada em Paracatu será igual.

JORNAL DE NOTÍCIAS


Comentários

2 comentários a “Literatura faz cidadania em Paracatu”

  1. Excelente iniciativa com rico depoimento sobre a literatura e cidadania.

    Valorizar a leitura é um ato de cidadania ativa.
    Estamos juntos.

  2. Avatar de Lili Caneças
    Lili Caneças

    Eu desde os 10 anos de idade era viciada em livros, dos clássicos, Homero, Patão, Sócrates, Cícero, Shakespeare, aos modernistas, eu li todos os filósofos, os grandes romancistas , Hemingway, John Steinbeck, Kafka, de Jorge Amado a Eça de Queiroz, de Françoise Sagan a Fernando Pessoa, e isso fez de mim uma pessoa mais feliz e atenta à Humanização de Valter Hugo Mãe!!!

Comente

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.